<$BlogMetaData$>

quarta-feira, março 21, 2007

138. DEVANEIOS

Foto disponível no URL: Abstracto


Eu escrevo assim
Só desta forma me sei expressar
Juntar letras e palavras
Em forma de sentimentos
Escritos em improviso
O que me sai da mente

Eu sei,
Louco sou


Vivo no mundo da escuridão
Onde damos vida ao escondido
Adormecemos quando os outros acordam
Vivemos no inverso dos ponteiros
Lá no alto a lua nos sorri...

Eu sei,
Louco sou...


Ps: Hoje dia Mundial da Poesia deixo-vos este poema, escrito como um louco, sem nexo e sentido... mas a poesia é isso mesmo. Tanto hoje, como restantes dias do anos muitas inspirações...

Etiquetas:

"DOMINUS VOBISCUM"
    Publicado por Pedro Nobre ás 23:00   4 REFLEXUS

4 Comments:

At quinta-feira, março 22, 2007 4:42:00 da manhã, Blogger AlegriadeQuerer said...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
At quinta-feira, março 22, 2007 4:44:00 da manhã, Blogger AlegriadeQuerer said...

hola!!! disruto de buenas personas, y me deleyto de amistad. yudel

 
At sexta-feira, março 23, 2007 12:32:00 da manhã, Blogger Manuel Joaquim Matias Saiote said...

E é dos loucos que reza a história!! Bela introspecção sob forma de poema para o dia da poesia.

 
At sexta-feira, março 23, 2007 11:43:00 da manhã, Blogger Saramar said...

Dizem que os poetas são todos loucos e colocam coisas nas palavras, mudando, invertendo, engravidando as palavras de sentidos vários.
Certamente, neste sentido, você é o mais especial dos loucos.

beijos

 

Enviar um comentário

<< Home