<$BlogMetaData$>

terça-feira, abril 04, 2006

54. FADO DA NOITE


Foto Disponível no URL: Fado da Noite
Quadro "Fado Azul" de Márcio Melo


À noite canto o fado
Com alma e sentimento
Meu sorriso rasgado
Escondo o meu sofrimento

A voz que Deus me deu
Alegra a minha mente
Da dor que morreu
Ao cantar para a minha gente

Uma guitarra a tocar
Cada nota em sintonia
Com a minha voz a soltar
Formando esta melodia

Mais uma noite a cantar
O destino da minha vida
Que eu quero amar
Até à minha despedida...

Escrito por Pedro Nobre nas ruas de Évora, 04/04/2006 – 06:00

NOTA: Este poema é dedicado à minha grande amiga fadista Rita Inácio, pela sua grande voz e talento por dignificar o nosso país com esta nobre arte como é o Fado. A ela e todos os fadistas um muito obrigado...

Etiquetas:

"DOMINUS VOBISCUM"
    Publicado por Pedro Nobre ás 14:33   4 REFLEXUS

4 Comments:

At terça-feira, abril 04, 2006 9:38:00 da tarde, Blogger Miguel said...

Toda a historia de Portugal é cantada pelo Fado!

Bjks da Matilde

 
At quarta-feira, abril 05, 2006 11:52:00 da tarde, Anonymous João said...

Um fadinho é sempre bem vindo,
e se for teu melhor ainda ;)
Um abraço pedro ;)

 
At quinta-feira, abril 06, 2006 10:33:00 da manhã, Blogger Pedro Nobre said...

Miguel, o Fado é uma das nossas identidades, como dizes e muito bem, o nosso Portugal é relatados/cantado em muitos dos fados.

---

João, o poema foi escrito por mim. Fado nao sei cantar mas gosto de ouvir... um abraço

 
At sexta-feira, abril 07, 2006 4:32:00 da tarde, Blogger Rita said...

Obrigada...

"Pousei entretanto o meu copo
Com um gesto puro e suave,
Do pequeno banco levantei-me
E escuta a nobre guitarra...

Lancei umas notas de magia
com letras da pura alma portuguesa
Foi um Fado, um sentimentp, um destino,
Com amizade àquela sala entreguei!

Obrigada....
O teu Fado já tem musica, será cantado no Fado tradicional "Fado Isabel"...

BEijinhos grandes

 

Enviar um comentário

<< Home