<$BlogMetaData$>

quinta-feira, janeiro 05, 2006

06. O RETRACTO DE UM SENTIMENTO

Fonte: Corazon

Por tantos locais eu já passei
Muitas estrelas já amei
Que me puseram a sonhar
Como uma criança numa noite ao luar.
Muitas noites escuras fui encontrando
Mas os bons momentos irei sempre recordar
O céu azul de novo encontrei
Me pôs a divagar
Como é bom amar
Nas noites frias
Frias de morrer
A lua me observa
A nostalgia se instala
Uma cegueira se cria
Por não te poder observar
O meu coração bloqueia
Não sentindo o bater rebelde do teu
Os meus lábios gelam
Não sentindo a chama ardente dos teus
O teu sorriso me deixa louco
Da tua voz tenho saudades
Quando não a ouço fico triste.
Olhando pela janela do mundo
Avisto a estrela mais bela do horizonte
Semelhante a um ser que me deixa quebrado
O seu brilho me dá segurança
Que me dá força para lutar
Contra marés de incertezas
Que define a onda que quero nadar
Até nunca me afundar.

Escrito entre 1997-2002

Etiquetas:

"DOMINUS VOBISCUM"
    Publicado por Pedro Nobre ás 16:52   2 REFLEXUS

2 Comments:

At sexta-feira, janeiro 06, 2006 1:52:00 da manhã, Blogger Freyja said...

ne demoro en leer para enternderlo bien
pero esta muy lindo, escribes muy lindo Pedro.
este es el paso para que luego logres la siguiente meta, un libro
te dejo un abrazo muy grande y que estes muy bien

besos y sueños

 
At quinta-feira, janeiro 12, 2006 5:27:00 da tarde, Blogger Saramar said...

Belíssimas palavras de amor!

 

Enviar um comentário

<< Home